2012 entrou para a história da Aviação como o ano mais seguro para os passageiros das linhas aéreas comerciais. Segundo a IATA (Associação Internacional do Transporte Aéreo) divulgou no começo de dezembro, em Genebra, "As linhas aéreas estão rumando, em 2012, para o mais seguro de todos os anos em toda a história da Aviação, com somente um acidente para cada 5,3 milhões de vôos. Considerando os dados até 30 de Novembro de 2012, as estatísticas mostram que um individuo poderia voar todo dia, por 14.000 anos, sem um acidente". http://www.reuters.com/article/2012/12/13/airlines-iata-safety-idUSL5E8NDBMO20121213

Os números de 2012, que se confirmaram como previsto no começo de dezembro, são produto de bilhões de dólares de investimentos feitos pelas linhas aéreas ao longo dos anos. Além do aumento da qualidade das aeronaves, o mais importante está na forma como as linhas aéreas e os seus pilotos vêm sendo orientados a voar. "Já há muitos anos, as linhas aéreas se convenceram e aplicaram métodos que definem parâmetros muito claros para a execução de um vôo seguro. Isso inclui ações relativamente simples, que padronizam as fases mais críticas dos vôos, bem como treinamentos recorrentes para que todos os pilotos tenham a possibilidade de gerenciar melhor eventuais situações de emergências", aponta o Comandante Miguel Angelo Rodeguero, associado da APPA - AOPA Brasil e especialista em segurança operacional.

Ao mesmo tempo, segundo dados publicados pela AOPA EUA, através do seu tradicional Relatório Nall, os indicadores de segurança na Aviação Geral continuam estáveis há mais de dez anos, com 6,3 acidentes a cada 100.000 horas de vôo. "A Segurança das operações aeronáuticas na Aviação Geral deve se tornar uma missão permanente de toda a comunidade aeronáutica, pois além dos prejuízos inestimáveis decorrentes de acidentes, muito do trabalho desenvolvido pelas Entidades do setor fica comprometido, quando se leem os relatórios conclusivos e se verifica que as causas de muitos deles envolveram problemas operacionais que poderiam ser facilmente evitados ", analisa o Comandante George Sucupira, Presidente da APPA.

Em 2012 a APPA participou do desenvolvimento de Programas de Segurança destinados especificamente para a Aviação Geral, que passarão a ser oferecidos em 2013, subsidiando seus criadores com informações e sugestões que os tornem efetivos e acessíveis à comunidade.

A APPA-AOPA Brasil deseja que em 2013 tenhamos a possibilidade de verificar o engajamento da comunidade em Programas de Segurança Operacional, para que voemos cada vez mais e com mais segurança.

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas